Maio, seu lindo, que bom saber que está chegando.

Como bem escreveu Alice em seu post anterior: “vivemos em eterno fazer-se!”

Essa frase é o mote para a minha escrita nesse texto.

Estamos sempre nos fazendo, refazendo, experimentando. Assim mesmo, no gerúndio.

O Grupo Matula em 2017 está reexperimentando antigos trabalhos e antigas parcerias, que são sempre novos, porque já não somos os mesmos no momento em que refazemos! E, como de costume, lá vamos nós, nos lançarmos em mais uma linda parceria com Veronica Fabrini.

Dessa vez será uma Mostra Cênica de Mulheres que denominamos de O GRITO DA MEDUSA, feita de forma completamente independente e na ‘raça’. Sim, será uma mostra produzida por mulheres, idealizada por mulheres e com mulheres em cena.

capa-evento

 

E será dessa maneira que nosso 2017 realmente começará, fora da lógica do calendário. Porque às vezes o calendário precisa de respiro, precisa parar para contemplar um bebê crescer, para se despedir, para trocar o telhado que nos protege e, acima de tudo, para nos reafirmar como grupo, como coletivo, como mulheres de teatro, que se organizam e resistem.  

Para não me alongar demais e ir direto ao ponto, estou aqui para convidá-los a prestigiar a nossa Mostra! Será um prazer recebê-los!

O Grito da Medusa acontecerá de 12 a 28 de maio de 2017 no Teatro Útero de Vênus, em Barão Geraldo, com peças teatrais, performances e exposições feitas por mulheres, a partir de temáticas muitas vezes marginalizadas.

Unem-se a essa empreitada o Grupo Vira\Lats, Georgete Fadel, Stella Fischer, Pamela Vilanova, Oriana Del Mar, Ló Guimarães e Bárbara Viçoso.

 

PROGRAMAÇÃO COMPLETA:

12 de maio – FLUOXETINA, REFLEXÕES SENSÓRIO-CÊNICAS SOBRE O USO E PRESCRIÇÃO INDISCRIMINADOS DE ANTIDEPRESSIVOS. Com Stella Fischer

13 de maio – HELENA VADIA – UMA PERFORMOPALESTRA QUE ABORDA DISCUSSÕES DE GÊNERO E SEXUALIDADE A PARTIR DE UMA NARRATIVA QUE DATA DA PRÉ- HISTÓRIA. Com Pamela Villanova

18 de maio – AFINAÇÃO I. Com Georgete Fadel da Cia São Jorge de Variedades

19 de maio – EXILIUS. Com Erika Cunha (Grupo Matula Teatro)

20 de maio – MUJERES VIOLENTAS. Com Ló Guimarães e Veronica Fabrini (Boa Companhia)

21 de maio – DOMINGO EXPERIMENTAL VIRA LAT\S. Coordenação Veronica Fabrini. * evento gratuito

26 de maio – MULHER EM LUTA – MULHER EM GUERRA. Com Oriana Del Mar

27 e 28 de maio – AGDA. Com Alice Possani, Erika Cunha e Veronica Fabrini (Boa Companhia e Grupo Matula Teatro)

 

Horário: sempre às 20h (compra de ingressos com 1 hora de antecedência de cada evento, reserva pelos telefones ou email abaixo)

Valores dos ingressos: R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia entrada – estudantes e terceira idade)

Compra antecipada para todas as peças: R$ 60,00 (promoção valida até 11 de maio)

Endereço Útero de Vênus: Rua Edna de Barros Sanches, 79 – Vila Santa Isabel, Barão Geraldo, Campinas/SP.

Informações e reservas: 19-3305.8372, 19-98182.4430 ou grupomatulateatro@gmail.com

 

FICHA TÉCNICA O GRITO DA MEDUSA

Idealização: Veronica Fabrini

Realização: Boa Companhia (Moacir Ferraz e Veronica Fabrini) e Grupo Matula Teatro (Alice Possani, Erika Cunha, Quesia Botelho e Thais Tkatchuk)

Equipe de Organização: Grupo Estudos Vira Lats (Alice Possani, Arami Marschner, Erika Cunha, Gyl Giffony, Lis Nasser, Luciana Aires, Luciana Mitkiewicz, Melina Scialom e Veronica Fabrini)

Comunicação e assessoria de imprensa:Thais Tkatchuk

Ilustração: Arami Marschner

Design Gráfico: Camila Faca

Técnico Responsável: Érico Daminelli

Bilheteria: Bárbara Viçôzo e Lis Nasser